sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Ano Novo

Ao Ano Novo que se aproxima

Celebrai com júbilo ao Senhor todos os habitantes da terra.Servi ao Senhor com alegria, e apresentai-vos a ele com cântico.Sabei que o Senhor é Deus!, foi ele quem nos fez, e somos dele; somos o seu povo e ovelhas do seu pasto. Entrai pelas portas com ações de graças, e em seus átrios com louvor, dai-lhes graças e bendizei o seu nome. Porque o Senhor é bom, a sua benignidade dura para sempre, e a sua fidelidade de geração em geração."Salmo 100"

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Papel dos pais




Até a década de 50, os papéis sociais eram definidos com bastante clareza. A idéia sobre o que significa ser homem ou mulher, o que se esperava de um pai ou uma mãe , qual a função do professor, por exemplo, era compartilhada pela maioria das pessoas. Da mesma forma, a estrutura familiar era entendida por meio de uma única configuração: a formada pelo pai, mães e filhos.
Foi a partir da década 60 que significativas mudanças sociais, políticas, econômicas, da moral e dos costumes tornaram-se mais nítidas, e os papéis sociais , antes rigidamente conceituados e limitados, poassaram a ter mais relatividade, transformarem-se, ganharam elasticidade. Junto com esse ganho , entretanto, surgiram problemas, e um dos mais complexos , a afetar diretamente a família, foi a confusão sobre sua estrutura e a respeito das atribuições e das expectativas do que significa ser homem e mulher, pai ou mãe. A solidão social, na prática de educação familiar, foi apenas uma das consequências dessas mudanças. Os pais ficaram sem referências.
Apesar de tantas mudanças e transformações , os pais mantiveram um anseio:o de ser bons pais. O problema é que foi confundido com superproteção, não exercendo a autoridade. Não é possível ser perfeito: pais se enganam, erram, falham. Todo pai sabe disso por antecipação, tanto que já começa a experiência da paternidade ou maternidade sentindo culpa. Culpa, que muitas vezes, servem como justificativas para que os pais declinem os seus papéis.
Entretanto, se no lugar da culpa os pais assumirem a responsabilidade, se torna mais evidente sobre o papel a desempenhar: o de direcionamento, transmissão de experiência de vida, fazer escolhas para o filho enquanto não tiver condições de ser autônomo- e respeitar e obedecer aos pais. É aprendendo a obedecer os pais que o filho aprende a ter autocontrole.
É com os pais que o filho aprende as primeiras lições para tornar-se uma pessoa apta para viver em comunidade. E esse aprendizado ocorre principalmente por meio da afetividade.
É este o papel dos pais: acompanhar com afeto, os primeiros passos que o filho dá em direção a vida. Com firmeza, acolhimento, apoio, e quando necessário oferecer resistência ao que o filho quer impor. Alías, se alguém tem que impor algo na relação pai e filhos, este alguém é o pai e/ou a mãe.
Papel de pai é árduo, complexo, delicado, principalmente no mundo atual, em que a criança está sujeita a tantas interferências que os pais consideram negativas. Mas os pais não devem desanimar, nem se esquivar de cumprir a obrigação que criaram quando tiveram seus filhos.


livro: Como educar meu filho? Roselly Sayão.
Psicóloga Cintia Cabeça França.  http://psicocintia.blogspot.com/

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Ação Social

O grupo de Ação Social da PIBI esteve reunido esta semana para fazer os Kits de Natal, que foram entregues nesta sexta feira na Escola Municipal Shirley Mariano. A PIBI agradece à todos que colaboraram para que essa ação social fosse realizada.








quinta-feira, 9 de dezembro de 2010

Filha, a tua fé de salvou



Texto: Mc 5:27-34


Introdução: Qualquer pessoa, em qualquer lugar, que colocar em prática esses quatro passos ou princípios, sempre receberá. Quantas vezes receberá? Poucas vezes? Não, sempre receberá uma resposta.

1 – Diga – Primeiro a mulher disse: “Se tão somente tocar nas suas vestes, sararei.” (v.28).

Ela sonhou com a sua cura e verbalizou o que estava no seu coração. Anunciou no Reino do Espírito. Não apenas desejou e sonhou. Anuncie coisas boas, profetize, mova-se pela fé, esperança (sonhos) e amor, que é o próprio Deus (I Jo. 4:8).

2 – Faça – Segundo, ela agiu: “Veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua vestimenta (de Jesus).” (v.27).

Ela moveu-se, não olhou para debilidade física e emocional que ela vivia, não ficou alimentando posição emocional de autocomiseração ou vítima da vida porém, tomou uma atitude e isto gerou a quebra do imobilismo. Jesus disse: “vinde A mim todos vós que estais cansados, sobrecarregados, enfermos oprimidos que vos aliviarei.”

É necessário ir, tomar uma atitude.

3 – Receba – Terceiro ela recebeu: “E logo se lhe secou a fonte do seu sangue e sentiu no seu corpo estar já curada.” (v.29).

Através de sua atitude determinada em que venceu todos os obstáculos que estavam a sua frente como: debilidade física, desânimo gerado pelas circunstâncias adversas que ela já enfrentava há doze anos, como também a grande multidão que estava a sua frente e rodeava o Mestre. Apesar de tudo isto, através de sua atitude de ir a Jesus, ela recebeu.

4 – Proclame – Ela confessou: “Então a mulher, que sabia que tinha acontecido, temendo e temendo, aproximou-se, e prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade.” (v.33).

É necessário contar aquilo que Jesus nos tem feito, não apenas como testemunho para outras pessoas, para lhes acrescentar a fé, por que a fé vem por ouvir acerca de Jesus (Rm 10:17), como também para reafirmar diante dos principados e forças espirituais da maldade a nossa vitória conquistada através de Cristo no Calvário.

Conclusão: Então, Jesus assegurou: “Filha, a tua fé te salvou: vai-te em paz e sê curada deste teu mal.” (v.34).

Após a confissão, aquela mulher não só recebeu a cura como a salvação.

http://www.ministeriomontesinai.com/

sábado, 13 de novembro de 2010

Dia Internacional de Ações de Graças


Agradecer
Agradecer....
Como é difícil agradecer
Quando a dor corrompe nossa alma
Quando as lágrimas rolam em nosso rosto

Agradecer...
Mesmo quando a dúvida paira em meu peito
Mesmo quando o amanhã vacila em meu país

Ah! Senhor!
Ma quando em Ti confio
Quando estou entregue a Ti
Não há dor, não há lágrimas,
Que impeça minha gratidão

Sim, Senhor!

Minha vida em Tuas mãos
Agradeço de coração
Não há dúvida em meu peito
E, a certeza do amanhã
Em Ti se faz verdade
Como é bom agradecer
Como é bom me render
Aos pés do pai, do Salvador
Que em tudo está comigo
E torna meu coração grato

E cheio de amor
Agradecer pela vida que destes a mim
Pela família que louva a Ti
Pela salvação dada com amor sem fim
Pelos amigos e irmãos feitos em Ti

Ah! Senhor como é bondosos e atencioso
Para com teu servo, filho e amigo
Quero sim agradecer até o fim
Pois tudo de Ti vem
Como os anos que deste a mim
Obrigado Deus, agradeço sim

de:Saulyane S.M.Soares Gomes
Igreja Batista Boas Novas em Teresina,PI
Revista Visão Missionária

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

As três árvores














As Três Árvores

Havia, no alto da montanha, três pequenas árvores

que sonhavam o que seriam depois de grandes.

A primeira, olhando as estrelas, disse: Eu quero ser baú mais precioso do mundo, cheio de tesouros. Para tal, até me disponho a ser cortada. A segunda olhou para o riacho e suspirou: Eu quero ser um grande navio para transportar reis e rainhas. A terceira árvore olhou o vale e disse: Quero ficar aqui no alto da montanha e crescer tanto, que as pessoas, ao olharem para mim, levantem seus olhos e pensem em Deus.

Muitos anos se passaram e certo dia vieram três lenhadores pouco ecológicos e cortaram as três árvores, todas ansiosas em serem transformadas naquilo que sonhavam. Mas lenhadores não costumam ouvir e nem entender sonhos... Que pena!

quarta-feira, 15 de setembro de 2010

Chá da Amiga

No último sabado dia 11 de Setembro nós da MCA estivemos reunidas numa tarde muito especial, Chá da Amiga.
Convidamos nossas amigas  que não são da Igreja, para estarem compartilhando nesse evento.
Contamos com a presença da irmã Joice que com os louvores juntamente com o quarteto enriqueceu essa programação, e da irmã Rosemeire Azevedo que nos trouxe uma palavra muito edificante.
Muito Obrigada á todas que puderam estar conosco nesse momento.

sábado, 4 de setembro de 2010

Generosidade


Generosidade: No dicionário do Aurélio: Disposição para a bondade e a indulgência: dar provas de generosidade.

Qualidade daquele que é generoso.
Liberalidade
Fazendo um devocional  na nossa reunião da MCA sobre Generosidade, debatemos sobre o que é ser generoso. Muitas vezes vemos pessoas doarem tanto e expressamos:Que pessoa generosa!Pensamos que ser generoso é aquela pessoa que por exemplo dá muito dinheiro às  instituições de caridade.Muitas pessoas doam aquilo que lhe é bastante, e é preciso até fazer essa " caridade" por motivos de não pagar tantos impostos. Nos enganamos e muito com o significado dessa palavra.
A bíblia nos traz em Provérbios 22.9: " O generoso será abençoado porque dá do seu pão ao pobre"
Aqui : dá do seu pão ao pobre   nos ilustra a reconhecer  que é do que ele tem naquele momento, o pão aqui onde o texto se refere é o unico elemento que ele tem, e que nos é pedido para  repartir, não se refere a algo que está sobrando, vemos aí o significado da palavra " Liberalidade". Ser generoso é querer repartir sem que a mão direita saiba o que faz a esquerda- Liberalidade: a pessoa não, tem nenhuma dificuldade em se doar, em se apresentar para fazer algo em favor de outra pessoa, não necessariamente dar um dinheiro ou um bem material, mas muitas vezes prestar um serviço, ajudar uma amiga que tem necessidades às vezes de uma palavra, ou fazer algo ( uma ajuda na casa, pois ela deve estar acamada e precisa de alguém que venha lhe ajudar)

sexta-feira, 27 de agosto de 2010

Uma mãe notável

Ao ler esse livro fui deparada com muitas narrativas de pessoas muito  importantes na reforma da igreja, famílias realmente direcionadas na palavra de Deus e em todo ensinamento para com seus filhos. Estamos narrando algo de muito tempo atrás, mas que sem dúvida nenhuma é bom estar aprendendo o que a família teve de importância na vida desses heróis. Aqui um parêntese na vida de João Wesley, na importância de sua mãe, uma mãe notável:  João Wesley ( tocha tirada do fogo)





João era o décimo-quinto filho dos dezenove filhos de Samuel e Susana Wesley. O que vamos transcrever, escrito pela mãe de João, mostra como ela era fiel em "ordenar a seus filhos e a sua casa depois" dela (Gênesis 18.19): "Para formar a mente da criança, a primeira coisa é vencer-lhe a vontade. A obra de instruir o intelecto leva tempo e deve ser gradual, conforme a capacidade da criança. Mas o sub¬jugar-lhe a vontade deve ser feito de uma vez, e quanto mais cedo tanto melhor... Depois, pode-se governar a criança pela razão e piedade dos pais, até chegar o tempo de a criança poder, também exercer o raciocínio."

Acerca de Samuel e Susana Wesley e seus filhos, o cé¬lebre comentador da Bíblia, Adão Clark, escreveu: "nunca li nem ouvi falar duma família; não conheço e nem existe outra, desde os dias de Abraão e Sara, de José e Maria de Nazaré, à qual a raça humana deve tanto."

Susana Wesley acreditava que "aquele que poupa a va¬ra, aborrece a seu filho" (Provérbios 13.24), e não consentia que seus filhos chorassem em voz alta. Assim, apesar de a casa estar repleta de crianças, nunca havia tempos tristonhos nem balbúrdia no lar do pastor. Um filho jamais ganhou coisa alguma chorando, na casa de Susana Wesley.

Susana marcava o quinto aniversário de cada filho como o dia em que deviam aprender o alfabeto; e todos, a não ser dois, cumpriram a tarefa no tempo marcado. No dia seguinte, a criança que completava cinco anos e apren¬dia o alfabeto, começava o estudo da leitura, iniciando-o com o primeiro versículo da Bíblia.

"Os meninos no lar de Samuel Wesley aprenderam o valor que há em observar fielmente os cultos. Não há em outras histórias fatos tão profundos e atraentes como o que consta acerca dos filhos de Samuel e Susana Wesley, pois antes de saberem ajoelhar-se ou falar, eram instruídos a dar graças pelo alimento, por meio de acenos apropriados. Logo que aprendiam a falar, repetiam a Oração Dominical de manhã e à noite; e eram ensinados, também, a acres¬centar outros pedidos, conforme o seu desejo... Ao chega¬rem à idade própria, um dia da semana era designado a cada filho, para conversar sobre as 'dúvidas e dificulda¬des'.


É comovente ler o que João Wesley, vinte anos depois de sair da casa pa¬terna disse à sua mãe: "Em muitas coisas a senhora tem intercedido por mim e tem prevalecido. Quem sabe se ago¬ra também, na intercessão para que eu renuncie inteira¬mente o mundo, terá bom êxito?... Sem dúvida será tão eficaz para corrigir o meu coração, como era então para formar o meu caráter."
Heróis da Fé ( de Orlando Boyer)

sexta-feira, 20 de agosto de 2010

A Arte da comunicação

Quando falamos da arte da comunicação, não estamos nos referindo a uma pessoa excessivamente faladeira. Comunicar implica em ouvir, tanto quanto em falar. Uma prezada senhora que era muito tagarela disse-me certo dia, com muita seriedade: "Não tenho a mínima dificuldade em me comunicar", mas a verdade é que ela estava redondamente enganada. O que ela realmente queria dizer era: "Não tenho dificuldade alguma para falar." Ela estava sempre falando. Seu marido nunca tinha a chance de expressar seus pontos-de-vista. Ela sabia exatamente o que pensava, mas raramente escutava as ideias do marido. E ele era um grande homem. Imagino que ele devia ter na mente uma grande riqueza de pensamentos armazenados que simples¬mente não podia expressar.


A comunicação sempre tem que ter dois lados. Ela implica em ouvir tanto quanto em falar. Um dos grandes problemas do relacionamento no casamento hoje é justamente a falta de comunicação adequada. As mulheres precisam orar a Deus pedindo uma língua controlada pelo Espírito, para saber quando devem manter silêncio e quando devem falar, e também como devem dizer aquilo que precisa ser dito.

quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Imposição de Limites


IMPOSIÇÃO DE LIMITES




Em minha experiência profissional, atuação como psicóloga (mais especificamente no processo da avaliação do psicodiagnóstico), pude observar que a queixa de distúrbio de comportamento apresentada pelas crianças estava associado geralmente à ausência da imposição de limites estabelecida em seus lares.

Crianças com limitações para o relacionamento interpessoal com tendência ao

isolamento, agressividade, labilidade emocional, impulsividade, ... Demonstravam nesse repertório de comportamento que buscavam incessantemente manipular os responsáveis a fim de obterem o seu reforço desejado (jogarem video-game, assistirem o seu programa predileto, visitar casa de amigos,...).

domingo, 8 de agosto de 2010

Deus nos chama para trabalhar e orar

Diz-se que Martinho Lutero tinha um amigo íntimo, cujo nome era Miconio. Ao ver Lutero sentado dias a fio trabalhando no serviço do Mestre, Miconio ficou penalizado e disse-lhe: "Posso ajudar mais onde estou; permanecerei aqui orando enquanto tu perseveras incansavelmente na luta." Miconio orou dias seguidos por Martinho. Mas enquanto perseverava em oração, começou a sentir o peso da própria culpa. Certa noite sonhou com o Salvador, que lhe mostrou as mãos e os pés. Mostrou-lhe também a fonte na qual o purificara de todo o pecado. "Segue-me!" disse-lhe o Senhor, levando-o para um alto monte de onde apontou para o nascente.

segunda-feira, 26 de julho de 2010

O anseio pela paz

Afeganistão:


O anseio pela paz



Oremos para que 2010 não termine como o mais letal, desses quase nove anos de guerra instaurada entre o governo e a milícia Taleban. Há uma esperança para aqueles que perseveram no conhecimento e na busca por Deus: a perseguição ao Cristianismo não pode minar o milagre da salvação.



Localização: Ásia Central

Capital: Cabul

Idioma: oficiais: dari e pashtun (As traduções para o português são patane (etnia) e pachto (idioma), mas essas denominações têm sido pouco utilizadas.

Religião: Islamismo 97,9%, outras 2,1.



Comparado com o Brasil, o Afeganistão possui uma área territorial quase 14 vezes inferior que a brasileira, e uma população cerca de seis vezes menor.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Principe da Paz

Interessante, todo príncipe é filho de rei. Lemos e ouvimos histórias mirabolantes sobre reis, principes e seus reinos. Mas existem tantos reinos sem paz. Tantos clãs sem paz. Tantas famílias sem paz.
Naquele dia em Belém, nasceu o Príncipe da Paz. As famílias hoje que não conhecem Jesus, que não conhecem o Príncipe da Paz, vivem em desarmonia, sem tranquilidade, perdidas, sem saberem onde descansar. Relacionamentos quebrados, ódio, mágoa, rancor, dor, solidão, descrenças, transtornos...Jesus disse: " Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou, não vo-la dou como o mundo a dá, não se turbe o vosso coração nem se atemorize"
( João 14;27)
Temos um exemplo de muita paz  na família de Abrãao.

sábado, 26 de junho de 2010

Dia da Educação Cristã Missionária ( 23 de junho)

CIEM E SEC: Duas escolas de preparo vocacionados
Histórico do Centro Integrado de Educação e Missões




O Centro Integrado de Educação e Missões tem uma abençoada história de 87 anos preparando servos de Deus para cumprir a missão que Deus deixou para o seu povo, de proclamar as Boas Novas de salvação em Cristo Jesus e ensinar a sua Palavra.

A sua inauguração se deu no dia 10 de março de 1922, como um Departamento do Colégio Batista Brasileiro e recebeu o nome de Escola Teológica para Obreiras com o objetivo de preparar moças para as várias atividades na igreja. O Jornal Batista de 23/03/1922, em sua edição nº 12 publica a seguinte nota: "A Escola Teológica para Obreiras Batistas fundada há dias, já está recebendo matrícula de muitas jovens. Poucos anos nos separam para vermos os resultados dessa novel instituição, pelo vasto campo brasileiro."

quarta-feira, 23 de junho de 2010

Débora

Débora


“ Abelha Operosa”

Só de fato da palmeira ser identificada como “ de Débora” nos evidencia isto. O nome desta esposa de Lapidote, de quem pouco sabemos, quer dizer “ abelha”, de onde podemos tirar o significado de trabalhadora, operosa. De tal forma sua atuação era positiva e benéfica que o lugar onde assistia ao povo passou a ser chamado de “ a palmeira de Débora”. O fato se torna mais marcante, ainda quando lembramos que estamos diante de um povo que não estava acostumado à liderança feminina. Débora por assim dizer, é a primeira mulher líder a surgir na palavra de Deus.